Você está aqui: Página Inicial / Olimpíadas / O Brasil nos Jogos / Moscou-1980

Moscou-1980

A maior delegação

Para Moscou, o Brasil enviou a maior delegação que, até então, havia representado o país em Jogos Olímpicos, com recorde de participação feminina: 15 atletas. A competição marcou, ainda, a primeira participação na história brasileira de um time feminino de vôlei.

O esplendor da vela
As medalhas de bronze conquistadas na classe Flying Dutchman, na Cidade do México-1968, com Reinaldo Conrad e Bukhard Cordes, e em Montreal-1976, com Peter Ficker e Reinaldo Conrad, já davam mostras do potencial dos atletas brasileiros na modalidade. A confirmação veio em Moscou.

Pela primeira vez em sua história olímpica, o Brasil conquistou duas medalhas de ouro em uma mesma edição dos Jogos. E as duas foram na vela. Na classe Tornado, Alexandre Welter e Lars Sigurd Björkström brilharam, acompanhados, na classe 470, por Marcos Pinto Rizzo Soares e Eduardo Henrique Penido. Na classe Finn, Cláudio Biekard ficou com a quarta colocação. A soma desses resultados deu ao Brasil o primeiro lugar na modalidade em Moscou.

Bronze na natação e no atletismo
O nadador Djan Madruga, que em Montreal havia passado perto da medalha, com dois quartos lugares nas provas dos 400m livre e dos 1.500m livre, subiu ao pódio quando ajudou a equipe brasileira a chegar em terceiro lugar no revezamento 4x200m livre, com o tempo de 7min29s30. Também ntegravam aquele time Marcus Laborne Mattioli, Cyro Marques Delgado e Jorge Luiz Leite Fernandes. Outro bronze veio com João Carlos de Oliveira, o João do Pulo. Ele repetiu a dose de Montreal-1976, agora com um salto de 17m22.

CBAt
CBAt # João do Pulo saltou 17m22 e ficou com o bronze
João do Pulo saltou 17m22 e ficou com o bronze


Melhor participação
Com duas medalhas de ouro e duas de bronze, o Brasil deixou a União Soviética com a melhor participação, até então, de sua história em Olimpíadas. O país ainda obteve, naquela edição, bons resultados no atletismo, como o quarto lugar de Agberto Guimarães nos 800m rasos, e o quinto lugar no revezamento 4x400m, com um time formado por Paulo Roberto Correia, Antônio Dias Ferreira, Geraldo José Pegado e Agberto Guimarães. O vôlei m asculino, com jogadores como Bernard, Xandó, William, Montanaro, Renan, Amauri e Bernardinho, ficou em quinto, mesma colocação do time de basquete, que contava com o talento do cestinha Oscar Schmidt.

Classificação por total de medalhas

* As duas medalhas de ouro do Brasil foram conquistadas na vela, com Eduardo Henrique Penido e Marcos Pinto Rizzo Soares, na classe 470, e Alexandre Welter e Lars Sigurd Bjorjstrom, na classe tornado. No salto triplo, João Carlos de Oliveira, o João do Pulo, ficou com o bronze, mesmo resultado de Ciro Marques Delgado, Djan Garrido Madruga, Jorge Luiz Leite Fernandes e Marcus Laboern Mattioli na natação, na prova do revezamento 4x200m livre