Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Reciclagem: coleta de dispositivos eletrônicos para a fabricação de medalhas deve atingir a meta até 31 de março

Geral

12/02/2019 12h33

Tóquio 2020

Reciclagem: coleta de dispositivos eletrônicos para a fabricação de medalhas deve atingir a meta até 31 de março

Projeto da organização dos Jogos no Japão teve início em abril de 2017 e recebeu mais de 47 mil toneladas de equipamentos descartados

O Comitê Organizador de Tóquio 2020 anunciou que a coleta de dispositivos eletrônicos descartados e obsoletos em todo o país – destinados a fornecer metais preciosos para a fabricação das medalhas dos Jogos – deve atingir seus objetivos e terminar no dia 31 de março de 2019. Graças ao grande apoio do público e de empresas japonesas, além de atletas nacionais e internacionais, estima-se que a quantidade remanescente de metais necessários para fabricar todas as medalhas olímpicas e paralímpicas possa ser extraída dos dispositivos já doados.

A coleta dos dispositivos eletrônicos, incluindo smartphones, câmeras digitais, jogos portáteis e laptops, foi lançada em todo o país em abril de 2017. Em novembro de 2018, cerca de 2.400 lojas da NTT DoCoMo, empresa de telefonia celular do Japão, e um total de 1.594 autoridades municipais estavam atuando como centros de coleta. Aproximadamente 47.488 toneladas de dispositivos descartados foram coletadas pelas autoridades em todo o Japão e mais de 5 milhões de celulares foram entregues nas lojas.

A quantidade pretendida de bronze (cerca de 2,700kg) já foi alcançada em junho do ano passado. Em outubro de 2018, 28.4kg de ouro (93,7% da meta de 30.3kg) e 3,500kg de prata (85,4% da meta de 4,100kg) foram provenientes dos dispositivos doados.

O projeto ofereceu ao público a oportunidade de desempenhar um papel importante nos preparativos para os Jogos, ao mesmo tempo em que chamou a atenção para a importância da sustentabilidade, sob o slogan de Tóquio 2020: Melhorem juntos - para o planeta e para o povo. Essa cooperação ajudará a promover a sustentabilidade no Japão, um dos legados planejados para Tóquio 2020.

Os desenhos das medalhas olímpicas e paralímpicas de Tóquio 2020 serão revelados no verão de 2019.

Fonte: Comitê Organizador Tóquio 2020