Você está aqui: Página Inicial / Coberturas em tempo real / Jogos Olímpicos da Juventude - Buenos Aires 2018
Jogos Olímpicos da Juventude - Buenos Aires 2018
Atualizando ao vivo

Jogos Olímpicos da Juventude - Buenos Aires 2018

18/10/2018 18h38

Brasil fecha os Jogos da Juventude com 15 pódios e duas medalhas de ouro

Foram 12 dias de disputas, em que 79 brasileiros correram, saltaram, lutaram, rebateram, atiraram ou nadaram para, ao término dos Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires, nesta quinta-feira (18.10), totalizarem 15 medalhas para o país. O número é o mesmo alcançado na edição de Nanquim, na China, há quatro anos. Desta vez, 28 integrantes da delegação subiram ao pódio para celebrar duas medalhas de ouro, com Keno Marley (-75kg) no boxe e com a equipe de futsal masculina, quatro pratas e nove bronzes.

Confira a reportagem completa

Foto: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

 

"A sensação é de que o #futsal nacional ganhou. Vimos quantos talentos temos. Se a gente tiver talento e excelência no treinamento, teremos os gênios do passado que estão dentro deles. Queremos que o fustsal seja cada vez melhor", disse o técnico Daniel Júnior após o ouro do 🇧🇷🥇 pic.twitter.com/8v7thUOBgg

— Rede do Esporte (@RedeDoEsporteBr) October 18, 2018

O abraço dos amigos medalhistas do boxe

Luiz de Oliveira, bronze na categoria até 52kg. Keno Machado, ouro na categoria até 75kg. 

Foto: Mateus Baeta/rededoesporte.gov.br

Keno no topo do pódio

Finalmente o hino nacional brasileiro tocou em Buenos Aires. No penúltimo dia de competições dos Jogos Olímpicos da Juventude, Keno Machado conquistou o título da categoria até 75kg do boxe. Ele encarou na decisão o argelino Farid Douibi e venceu por decisão unânime dos cinco árbitros nos três rounds de disputa. É o primeiro ouro da delegação nacional na competição argentina e o segundo do boxe brasileiro na história do megaevento. O primeiro foi conquistado por David Lourenço, em Cingapura, na edição de 2010.

Confira a reportagem completa

Foto: Pedro Ramos/rededoesporte.gov.br

Parabéns, Keno Machado, campeão da categoria até 75kg do boxe nos Jogos Olímpicos da Juventude

Keno Machado, do boxe, conquista o primeiro ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude

Finalmente o hino nacional brasileiro vai tocar em Buenos Aires. No penúltimo dia de competições, Keno Marley Machado conquistou o título olímpico juvenil. Ele encarou na decisão o argelino Farid Douibi na categoria até 75kg e venceu por decisão unânime dos árbitros. É o primeiro ouro do boxe e o primeiro ouro da delegação nacional na competição. 

Fotos: Mateus Baeta/rededoesporte.gov.br

É BRONZE! 🥉🥊50 anos depois do #bronze de Servílio de Oliveira nas Olimpíadas do México, o neto Luiz de Oliveira, o Bolinha, repete o feito nos #JogosDaJuventude: "Para mim é um sonho. Vou fazer uma chamada de vídeo para mostrar a medalha para ele", diz o atleta após a luta🇧🇷👏 pic.twitter.com/0hKLH0wagI

— Rede do Esporte (@RedeDoEsporteBr) October 17, 2018

Anna Lúcia dos Santos de fora da final do trampolim de 3m

Anna Lúcia dos Santos encerrou sua participação individual nos saltos ornamentais dos Jogos Olímpicos da Juventude. A atleta, que no último sábado (13.10) sentiu fortes dores no pescoço durante a prova da plataforma de 10m e ficou com a penúltima colocação, ontem (15) voltou ao Centro Aquático para as eliminatórias do trampolim de 3m. A brasileira somou 353.45 pontos e ficou em 14º lugar, entre as 15 competidoras. Apenas as 12 atletas mais bem colocadas avançaram para a final da prova.

O ouro ficou com a chinesa Shan Lin (505.50 pontos), a prata foi para a russa Uliana Kliueva (445.05), e o bronze terminou com a americana Bridget O Neil (439.60). A modalidade prevê a competição por equipes mistas nesta quarta-feira (17), mas ainda não foi divulgada a lista dos competidores.

Foto: Pedro Ramos/Rededoesporte.gov.br

Iêda Guimarães disputa prova mista no pentatlo moderno

A carioca Maria Iêda Guimarães, que terminou a disputa individual do pentatlo moderno em 16º lugar, está agora na competição por equipes mistas, ao lado do atleta Uladzislau Astrouski, da Bielorrúsia. Ontem (15.10) a dupla competiu na prova de esgrima e terminou com a décima colocação, entre 24 times. Hoje serão realizadas as provas de natação, a rodada bônus da esgrima e a prova combinada de corrida e tiro (laser-run).

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Encerrada a participação no tiro com arco

Os brasileiros encerraram a participação nas provas de tiro com arco nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires. Depois de serem eliminados nas rodadas de duplas mistas, Ana Luiza Sliachticas e Mateus Almeida também acabaram derrotados na disputa individual, ainda na etapa eliminatória, na última segunda-feira (15.10). Ana Luiza enfrentou a russa Viktoria Kharitonova e perdeu por 6 x 4 (134 a 127 na pontuação geral). Já Mateus encarou o norte-americano Trenton Cowles e foi superado por 6 x 0 (85 a 80).

Foto: Ana Cláudia Felizola/Rededoesporte.gov.br

Por W.O, Bolinha e Keno Machado garantem vaga nas semifinais do boxe

Os jovens Luiz Oliveira, o Bolinha, e Keno Machado estavam ansiosos para estrear nos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, na Argentina. Cabeças de chave nas categorias 52kg e 75kg, respectivamente, eles não fizeram a primeira luta e avançaram na fase de classificação marcada para esta segunda-feira (15.10). A estreia foi adiada novamente. Os dois pugilistas não precisaram subir ao ringue para avançar direto para os confrontos das seminais. Os dois venceram por W.O. Único brasileiro que lutou no dia, Kauê Belini foi superado por Jakhongir Rakhmonov, do Uzbequistão.

Foto: Pedro Ramos/Rededoesporte.gov.br

“A gente gostaria de ter lutado. Nunca é bom não lutar. As pessoas acham que não lutando e passando para a próxima fase é bom, mas na verdade não é. Porque o outro atleta já estreou e já lutou e o nosso ainda não. Faz três dias que os atletas vêm controlando o peso. A gente achou que iria estrear no dia 14 e eles ficaram na cabeça de chave e não lutaram. Aí, viemos para o combate hoje e não lutamos”, explicou o técnico Mateus Alves.

Brasileiro cai na segunda eliminatória do campeonato de enterradas

O brasileiro Aieser Batista Pereira passou bem pela primeira fase de classificação do campeonato de enterradas dos Jogos Olímpicos da Juventude. Com 24 pontos somados depois das notas dos cinco jurados (a maior e a menor são eliminadas), ele terminou em segundo lugar, atrás apenas do americano Carson McCorkle, que somou 26. Na segunda etapa, que definia os quatro semifinalistas, o brasileiro foi eliminado, ao ficar com a sexta posição. Os quatro melhores são, além do americano, o argentino Fausto Ruesga, o russo Nikita Remizov e o italiano Niccolo Filoni.

#BuenosAires2018 Começou a disputa da fase de classificação do torneio de enterradas com atletas do #basquete 3X3 nos Jogos Olímpicos da Juventude!

Acompanhe a cobertura dos Jogos em tempo real no ‘Live Blog’ da Rede Nacional do Esporte>>>>https://t.co/cqwmxFavSy pic.twitter.com/82KBXwYlnz

— Rede do Esporte (@RedeDoEsporteBr) October 15, 2018

#Buenosaires2018 Na estreia do Brasil no #boxe , Luiz Oliveira (até 52kg) avançou para semifinal sem subir ao ringue. O adversário, Sultan Mohammad, do Afeganistão, não apareceu na pesagem 🏃‍♂, e o brasileiro garantiu a vitória por WO! O próximo combate já vale medalha! 🥇🥈🥉 pic.twitter.com/5if2q9gnuE

— Rede do Esporte (@RedeDoEsporteBr) 15 de outubro de 2018

Desclassificado por não fazer "rolamento", brasileiro está fora da disputa por medalhas na canoagem slalom

Não é mesmo a praia de Diego Nascimento. Quando está no Brasil, seus treinos são todos voltados para a canoagem de velocidade em linha reta, como são todas as provas da modalidade em mundiais e Jogos Olímpicos. Nos Jogos da Juventude, contudo, o comitê organizador resolveu adotar uma fórmula diversa, na busca de aproximar o esporte dos torcedores. Exigiu dos atletas a participação na prova de velocidade e na de slalom. E mudou a essência das duas. Na de velocidade, incluiu uma curva no meio do caminho. Na de slalom, tirou as provas das corredeiras e exigiu um rolamento dos competidores como forma de mostrar habilidade no meio do percurso. 

 

Foto: Jonne Roriz/Exemplus/COB

"A slalom não é a minha praia, mas fui tentar dar o meu melhor, né, como sempre, mas não sei fazer rolamento, tá ligado? Aí não quis arriscar beber um pouquinho dessa água", afirmou o brasileiro, minutos após ser desclassificado da competição por não ter feito a rolagem no percurso. Ele disputou a fase de classificação contra Dias Bahraddin, do Cazaquistão, que fechou o percurso entre as boias em 1min23s85. Na prova de velocidade, disputada na sexta-feira 12.10, Diego terminou na sexta posição. 

Três pugilistas representam o Brasil no boxe

Luiz de Oliveira nos 52kg, Kauê Belini na categoria até 69kg e Keno Machado (até 75kg). São esses os três representantes brasileiros no boxe dos Jogos Olímpicos da Juventude. Para os três, a caminhada em busca das medalhas tem início nesta segunda-feira (15.10). 

"Os três atletas têm um diferencial técnico grande, com muitos recursos, bom plano tático de luta. E são atletas que têm muitas lutas, tanto nacionais como internacionais. Embora novos, são experientes, começaram no boxe cedo. A gente tem boas condições dos três para disputar medalha", afirmou Mateus Alves, técnico da seleção.

Foto: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

Mais um dia de atletismo

Nesta segunda-feira (15.10), Lucas Pinho Leite e Letícia Belo competiram na prova de cross-country do atletismo, etapa obrigatória aos fundistas nos Jogos Olímpicos da Juventude.

Na fase de classificação, na última sexta (12), Lucas Pinho Leite foi o nono colocado nos 1.500m masculino, com o tempo de 3min56s29. Natural da Chapada dos Guimarães (MT) e campeão dos Jogos Sul-Americanos da Juventude, Lucas terminou o cross-country em 37º lugar, com o tempo de 12min43, entre 59 atletas, já que a etapa reúne competidores das demais provas de fundo. Na classificação final dos 1.500m, o brasileiro foi o 10º colocado.

Já nos 2.000m metros com obstáculos, Letícia Belo terminou a primeira etapa da classificação na décima sexta posição, entre 18 competidoras, em 7min14s83. No cross-country desta segunda, a brasileira ficou em 41º lugar, entre 57 atletas, com o tempo de 14min48. Considerando apenas as atletas da sua prova, a brasileira terminou em 15º na soma das duas etapas de competição.

Brasil representado na canoagem slalom

O Parque Urbano, na região de Porto Madero, é o palco para a competição de canoagem slalom nesta segunda-feira, 15.10. O Brasil será representado pelo baiano Diego Nascimento, de 16 anos. O formato da competição é um pouco diferente do convencional. Em vez de ser disputado em corredeiras, a prova é num curso de água mansa, com obstáculos que os atletas precisam superar no menor tempo possível. São 16 competidores, e o formato é de duelos. Um contra o outro. O brasileiro é o primeiro a entrar na água. O horário previsto é 11h10. O adversário de Diego será Dias Bakhraddin, do Cazaquistão.

Foto: Gustavo Cunha/rededoesporte.gov.br

 

Diogo Soares termina em sexto na prova do salto

O brasileiro Diogo Soares terminou com a sexta posição na prova do salto da ginástica artística nos Jogos Olímpicos da Juventude. Diogo somou 13.604, resultado da média de 14.000 e 13.208 que atingiu nos dois saltos que desempenhou no Parque Olímpico da Juventude. O ouro ficou com o americano Brandon Briones, com 14.099, seguido pelo ucraniano Nazar Chepurnyi (13.983) e pelo norueguês Jacob Karlsen (13.883). Diogo já conquistou a medalha de bronze no individual geral, que leva em conta o desempenho em todos os aparelhos.

 

#GimnasiaArtística - Salto masculino#ArtisticGymnastics - Men's Vault

Oro 🥇 BRIONES Brandon USA 🇺🇸 @TeamUSA
Plata 🥈 CHEPURNYI Nazar UKR 🇺🇦
Bronce 🥉 KARLSEN Jacob NOR 🇳🇴@gymnastics pic.twitter.com/l1mzFtueWX

— Buenos Aires 2018 (@BuenosAires2018) October 14, 2018

Na ginástica artística, Diogo Soares disputa o pódio no salto

Depois de terminar em sexto na prova das argolas, Diogo Soares terá mais uma oportunidade de brigar por medalhas neste domingo na ginástica artística. Agora, ele encara a prova de saltos. O brasileiro já tem uma medalha nos Jogos Olímpicos da Juventude. Ele foi bronze no individual geral, que leva em conta a performance dos atletas em todos os aparelhos. 

Foto: Breno Barros/rededoesporte.gov.br

"Voar alto, sonhar alto". Esse é o lema de Elton Petronilho, quinto colocado no salto em altura

Ele quebrou duas vezes em Buenos Aires a própria marca pessoal no salto em altura. Na primeira oportunidade, na quinta-feira (11.10), saiu feliz da vida por registrar 2,05m, o melhor que já havia feito na carreira ainda breve, de atleta de 16 anos. Neste domingo, na fase final da prova, subiu o sarrafo mais seis centímetros e superou a marca de 2,11m. Com os resultados combinados (critério para definir os medalhistas do atletismo nos Jogos Olímpicos da Juventude), o mineiro Elton Petronilho terminou com a quinta colocação, com 4,16m. O ouro ficou com o chinês Chen Long, que foi absoluto nos dois dias de prova. Registrou 2,13m como melhor resultado na primeira classificatória e 2,22m neste domingo e foi o melhor nos dois dias. Somou 4,35m. A medalha de prata foi para o australiano Oscar Miers, que somou 4,27m, e o bronze para o ucraniano Oleh Doroshchuk, com 4,23m. E o que significa este símbolo na foto, Elton? "Voar alto, sonhar alto. Este é o meu lema". 

Foto: Mateus Baeta/rededoesporte.gov.br

Érica Barbosa bate na trave e fica em quarto nos 400m

Paranaense de Foz do Iguaçu, Érica Barbosa ficou pertinho do pódio nos Jogos Olímpicos da Juventude. Na prova dos 400m, ela terminou com o quarto melhor tempo nos dois dias de disputa, na quinta-feira (11.10) e neste domingo. Na primeira oportunidade, ela havia registrado 55s60. Hoje, baixou para 55s43. Com o resultado, somou 1min51s03, o quarto melhor tempo da competição realizada em Buenos Aires, na Argentina.

O ouro ficou com a tcheca Barbora Malikova, com 1min48s86 nos tempos combinados. Ela foi a melhor nas duas etapas. A prata ficou com a alemã Marie Scheppan, com 1min50s06 no somatório. O bronze foi conquistado por Niddy Minglishi, de Zâmbia, com 1min50s48. "Acho que poderia ter conseguido uma marca um pouco melhor, mas saio feliz. Vou levar daqui o aprendizado", afirmou a brasileira. 

Fotos: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br e Mateus Baeta (acima)/rededoesporte.gov.br

Diogo Soares fica com a sexta posição na prova das argolas

Não deu para Diogo Soares na final nas argolas. O ginasta paulista terminou a prova em sexto lugar, com a nota de 12.966. O ouro ficou com o japonês Takeru Kitazono (13.533), seguido pelo canadense Felix Dolci (prata, com 13.366) e pelo chinês Dehang Yin, medalhista de bronze (13.300). Daqui a pouco, Diogo encara a prova de salto em nova briga por medalhas. O brasileiro já conquistou o bronze no individual geral. 

Foto: Breno Barros/rededoesporte.gov.br 

 

"Leoncitas" levam o ouro no hóquei

Uma febre na Argentina, o hóquei sobre a grama valeu ao país anfitrião mais um ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude. Neste domingo, as meninas conhecidas como "Leoncitas" pela torcida local venceram a Índia por 3 x 1 na partida decisiva, disputada no Parque Olímpico da Juventude com arquibancadas lotadas. O bronze ficou com a China. 

¡Leoncitas doradas! 🥇👏🎉#Hockey5@ArgFieldHockey pic.twitter.com/zGxOiY21pW

— Buenos Aires 2018 (@BuenosAires2018) October 14, 2018

 

#Hockey5 - Mujeres#Hockey5s - Women

Oro 🥇 ARG 🇦🇷 @PrensaCOA
Plata 🥈 IND 🇮🇳 @ioaindia
Bronce 🥉 CHN 🇨🇳@FIH_Hockey pic.twitter.com/Rla2L7VETG

— Buenos Aires 2018 (@BuenosAires2018) October 14, 2018

Em fotos e vídeo: Elton Petronilho supera pela segunda vez sua melhor marca no salto em altura em Buenos Aires

Mineiro de Bom Sucesso, Elton Petronilho, de 16 anos, está vivendo nos Jogos Olímpicos da Juventude um momento especial. Depois de registrar no primeira dia de provas a sua melhor marca pessoal, com 2,05m, e ficar com a quarta posição provisória, o atleta se superou na fase final da modalidade neste domingo. Elton encaixou um salto de 2,11m na competição, que segue em disputa no Parque Olímpico de Buenos Aires, na Argentina. Mesmo que a medalha não venha, Elton já subiu o sarrafo de sua melhor marca pessoal duas vezes. Confira o momento dessa conquista pessoal do atleta em três cliques do fotógrafo Danilo Borges:

 

Fotos: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

#BuenosAires2018 #Atletismo O mineiro Elton Petronilho acabou de atingir a melhor marca da carreira dele: 2m11 no salto em altura!!! 👏🏼💪🏼🇧🇷 👀👉🏼 https://t.co/cqwmxFs6K6 pic.twitter.com/cA2gmGpNHm

— Rede do Esporte (@RedeDoEsporteBr) October 14, 2018

Douglas Hernandes baixa o tempo nos 400m e termina em décimo primeiro nos Jogos da Juventude

O paulista Douglas Hernandes Mendes fez uma boa prova dos 400m neste domingo (14.10), nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires. Ele disputou a segunda das cinco baterias do dia e terminou com o tempo de 48s65. Como o resultado na Argentina leva em consideração os dois dias de competição e a primeira marca de Douglas tinha sido inferior, de 50s39, ele terminou na décima primeira posição no acumulado (1min39s04). O ouro ficou com o mexicano Luis Antonio Ferreiro, com 1min34s23, seguido por Kennedey Luchembe, de Zambia (1min34s34) e pelo americano Nicholas Ramey (1min334s87). "Saio satisfeito. Consegui um tempo bem melhor que no primeiro dia", resumiu o brasileiro.

Foto: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

Diogo Soares disputa finais no salto e na argola na ginástica artística nesta noite

Hoje é dia de mais duas finais por aparelhos na ginástica artística. O primeiro desafio de Diogo Soares será nas argolas. No segundo duelo, o paulista briga por medalha na prova de salto. Diogo conquistou em Buenos Aires a medalha de bronze no individual geral da ginástica.  

Foto: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

Lissandra Maya encerra a participação no salto em distância em oitavo lugar

Lissandra Maya até tentou, mas encerrou a sua participação em oitavo lugar no salto em distância. Suas duas melhores marcas foram 5,68m (primeiro dia) e 5,98m (neste domingo), com a somatória de 11,66m. "No primeiro dia, a chuva e o frio me atrapalharam. Hoje, esperava fazer um salto ainda melhor. Se tivesse tido um cuidado maior com os detalhes, poderia ter brigado por medalha. Agora é treinar para as próximas competições", disse.

No primeiro dia cada atleta saltou quatro vezes. A melhor marca foi considerada para somar com a melhor dos quatro saltos deste domingo. No acumulado, a medalha de ouro ficou com a belga Maite Beernaert, com 12.32m. A prata ficou com Klaudia Endresz, da Hungria, com 12,31m. O bronze foi para Ingeborg Gruenwald, da Áustria, com 12,31m.

Foto: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

Vitor Motim não repete boa performance e fica fora do pódio no lançamento do disco

Havia muita expectativa em torno do paranaense Vitor Motin nas finais desde domingo, no atletismo. O brasileiro, campeão da Gymnasiade 2018, havia conseguido a segunda melhor marca no primeiro dia de competições, com um arremesso de 57,30m, mas não conseguiu repetir as boas performances. Vitor somou no total 112.08 pontos, tendo como melhor marca neste domingo um lançamento de 49,94, e terminou a competição na quinta posição. O vencedor foi o neozelandês Connor Bell, com 133.08. O segundo lugar foi para Jorge Luis, do Peru, com 115.06, e o terceiro com Gracjan Kozak, da Polônia, com 114.92.

Fotos: Breno Barros/rededoesporte.gov.br

"Quero agradecer ao Time Brasil pela oportunidade de participar desse campeonato. Na primeira parte fui bem e hoje não sei o que aconteceu, que lancei 54 metros. Se tivesse repetido a marca do primeiro estágio, teria pego a medalha. Agora, é continuar batalhando forte para representar o país, quem sabe, nos Jogos de Paris 2024"

Brasileiros disputam as medalhas no atletismo

A disputa por medalhas teve início neste domingo (14.10) no torneio de Atletismo. Quatro brasileiros entram na briga direta pelo pódio. No lançamento do disco, o paranaense Vitor Gabriel Motim está na luta. Aos 17 anos, ele terminou em segundo lugar no primeiro estágio, na última quinta-feira (11.10), com 57,30 m. Precisa ficar entre os primeiros novamente para garantir a medalha.

Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

O mineiro Elton Junio Petronilho também luta pelo pódio no salto em altura. Ele obteve a melhor marca da carreira na quinta-feira ao saltar 2,05 m e terminar em quarto lugar. A mesma colocação conseguiu Erica Geni Barbosa Cavalheiro na classificação geral das eliminatórias dos 400m, com 55s60. Ela faz a final neste domingo, a partir das 17h30.

No salto em distância, a mato-grossense Lissandra Maysa Campos (foto) terá mais dificuldades. Ele ficou em 8º na primeira prova, com 5,68m, e agora tem de se superar. O último representante do País será o paulista Douglas Hernandes Mendes, nos 400m. Ele brigará da 9ª à 16ª colocações.

Dirigente do basquete e do COI, Patrick Baumann morre vítima de ataque cardíaco em Buenos Aires

O início do domingo (14.10) nos Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires foi marcado por um momento de consternação. Secretário geral da Federação Internacional de Basquete e integrante do Comitê Olímpico Internacional, o suíço Patrick Baumann morreu vítima de um ataque cardíaco.

Baumann estava na capital argentina para acompanhar o megaevento esportivo. De acordo com nota oficial da FIBA, o dirigente recebeu pronto-atendimento dos médicos, mas não resistiu. Em forma de homenagem, a bandeira olímpica ficará a meio mastro nos Jogos da Juventude e na sede do COI, na Suiça, pelos próximos três dias.

O presidente do COI, Thomas Bach, afirmou que a morte do colega foi um grande choque. "É difícil de acreditar nessa notícia terrível. Eu sempre o vi como alguém que trabalhava duro e em favor do esporte, que tanto amava. Perdemos um líder jovem e compreensivo, cheio de esperança, que defendia o futuro do esporte", afirmou Bach.

O Comitê Organizador dos Jogos de Buenos Aires divulgou uma nota de pesar. Segue um trecho:

"O Comitê Organizador Buenos Aires 2018 quer expressar sua enorme tristeza pelo falecimento repentino de Patrick Baumann presidente da Associação de Federações Internacionais Olímpicas de Verão (ASOIF) e membro do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Baumann, também secretário geral da FIBA, foi um dirigente desportivo de vanguarda. Sua visão sobre o futuro do olimpismo foi uma fonte de inspiração para que toda uma geração abrace a prática esportiva.

"Patrick foi um dirigente esportivo brilhante e uma grande pessoa. Tive a honra de que me tenha considerado seu amigo", afirmou o presidente do Comitê Organizador dos Jogos de Buenos Aires, Gerardo Werthein.

Baumann também era presidente do Comitê Organizador dos Jogos Lausanne 2020 e da comissão de coordenação do COI para os Jogos Olímpicos de Los Angeles 2028.

rededoesporte.gov.br

No vôlei de praia, Brasil sofre virada de italianas e se despede nas oitavas de final

A dupla brasileira do vôlei de praia feminino se despediu neste domingo da disputa por medalhas nos Jogos Olímpicos da Juventude. Aninha e Thamela tiveram um início arrasador e fizerma 21/13 na primeira parcial, mas as italianas Claudia Sampoli e Nicol Bertozzi conseguiram virar o jogo. Fizeram 21/18 no segundo set e venceram o tiebreak por 17/15, após 46 minutos de partida no Green Park, em Buenos Aires.  Natural de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, Aninha, 18 anos, foi campeã nos Brasileiros Sub-21 e Sub-19, além dos Jogos Escolares. Já Thamela, 18 anos, que nasceu em Piúma, Espírito Santo, ficou em 2º lugar Jogos Sul-americano da Juventude e em 3º lugar Brasileiro Sub-21 . No masculino, o Brasil já havia sido eliminado no sábado. A dupla entre João Pedro Camargo e Gabriel Zuliani perdeu por 2 sets a 0 para os americanos Timothy Brewster e John Schwengel. As parciais foram 25/23 e 21/18.


Foto: Cynthia Ribeiro/rededoesporte.gov.br

 

No tiro com arco, brasileira para nas oitavas de final

A carioca Ana Luiza Sliachticas foi eliminada nas oitavas de final do tiro com arco por equipes mistas. A brasileira de 15 anos jogou ao lado do belga Senna Roos. Na primeira rodada, eles haviam vencido a dupla composta por Jil Walter, de Samoa, e Hao Feng, da China. Neste domingo, contudo, Ana e Roos até começaram bem e venceram o primeiro set da disputa, mas sofreram a virada da equipe composta pela francesa Kyla Touraine-Helias e pelo espanhol Jose Manuel Solera. No fim, 6 x 2 para os europeus, com as parciais de 36/38, 37/ 30, 34/31 e 39/32. Na pontuação final, a soma foi de 146 a 131. Ana Luiza foi ouro por equipe nos Jogos Sul-Americanos de Cochabamba, em 2018, e conquistou o ouro no torneio de ranking mundial da Guatemala, que valeu a vaga na olimpíada argentina.

 Foto: Ana Claudia Felizola/rededoesporte.gov.br

Equipe brasileira de tênis de mesa cai diante da favorita China

No tênis de mesa, não houve milagre possível. Diante da super favorita equipe da China, Bruna Takahashi e Guilherme Teodoro lutaram, mas não conseguiram seguir adiante no torneio de equipes dos Jogos Olímpicos da Juventude. Os brasileiros pararam nas oitavas de final em Buenos Aires. A vitória dos chineses foi por 2 x 0.

Primeiro, Bruna Takahahi enfrontou Sun Yingsha. As duas já haviam se encontrado nas quartas de final do torneio individual, com vitória da chinesa por 4 x 0. Na ocasião, Yingsha seguiu adiante e foi a medalhista de ouro. Na disputa por equipes, nova vitória da chinesa, por 3 sets a 0, com parciais de 11/8, 11/7 e 11/8. Guilherme Teodoro entrou na sequência para enfrentar Wang Chuqin, que também foi medalhista de ouro na chave individual. No fim, vitória chinesa por 3 sets a 0, com parciais de 11/9, 11/3 e 11/4. 

 Foto: Ana Claudia Felizola/rededoesporte.gov.br

Diogo Soares fica em sétimo no cavalo com alças

Diogo Soares disputou a final do cavalo com alças. Na prova que não é a sua especialidade, o paulista tentou aumentar o grau de dificuldade de sua apresentação. Os juízes deram a nota de 11.933. Foram 4.900 pontos na dificuldade do aparelhos e 7.033 pela execução. Terminou em sétimo lugar geral.

A medalha de ouro ficou com o chinês Dehang Yin com 13.900 pontos. O russo Sergei Naidin, um dos favoritos ao título, levou a prata, com 13.500, e o iraniano Reza Bohloulzade Hajlari completou o pódio com 13.241. O grande nome da prova, o japonês Takeru Kitazono, que conquistou o ouro no individual geral, cometeu um erro e caiu do cavalo, dando adeus ao título em Buenos Aires. Mesmo com a queda, ele somou 12.666 e terminou em sexto lugar.

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Iêda Guimarães

Fotos: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Esgrima, natação, tiro e corrida

A brasileira Iêda Guimarães encerrou sua participação individual nos Jogos Olímpicos da Juventude com o 17º lugar no pentatlo moderno. Depois de uma primeira classificação na esgrima ontem (12.10), quando terminou em 19º, a carioca competiu neste sábado (13) na natação, em uma rodada extra da esgrima e no evento combinado de tiro e corrida (nos Jogos da Juventude não há a prova de hipismo).

"Falhei muito no penúltimo tiro. Provavelmente poderia ter passado mais gente se não fosse por isso, mas as minhas adversárias são muito boas e fico feliz de competir com elas", analisa a brasileira. "Agora vou voltar para o Rio e treinar mais porque ainda tenho outras competições este ano", conta.

A modalidade contou com a participação de 24 atletas, e Iêda somou 495 pontos. O ouro ficou com Salma Abdelmaksoud (556), do Egito, seguida por Emma Riff (550), da França, e por Yu-Hsuan Chen (544), de Taiwan. Iêda ainda participará do revezamento de equipes mistas internacionais na segunda (15) e na terça-feira (16), quando serão formadas duplas compostas por um atleta do masculino e uma do feminino.

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Vitória sobre o Egito garante equipe brasileira nas oitavas do tênis de mesa

O Brasil garantiu, na manhã desta quinta-feira, a vaga nas oitavas de final da competição por equipes do tênis de mesa dos Jogos Olímpicos da Juventude. Bruna Takahashi e Guilherme Teodoro venceram o time do Egito por 3 x 0 na Arena de Tecnópolis, em Buenos Aires. Com o resultado, a seleção brasileira soma duas vitórias em dois jogos no Grupo H.

Foto: ITTF

Com fortes dores, Anna Lúcia fica aquém da própria expectativa na plataforma

Foi na base do sacrifício que Anna Lúcia dos Santos participou neste sábado (13.10) da fase eliminatória da prova da plataforma de 10 metros dos saltos ornamentais dos Jogos Olímpicos da Juventude. A atleta, que lesionou o pescoço na última terça-feira em um treinamento, sentiu dores intensas durante toda a prova que reuniu 11 saltadoras no Centro Aquático de Buenos Aires. Embalada pela torcida argentina, a brasiliense de 16 anos fez os quatro saltos obrigatórios e os quatro livres previstos no programa da competição, mas chorou após cada um deles. "Eu fiz fisioterapia, massagem e descansei ontem para estar bem aqui hoje. Eu não fiz o que esperava, mas o que pude dentro das minhas condições", lamentou. Com 272 pontos, Anna Lúcia foi a penúltima colocada.

Confira o texto completo.

Foto: Pedro Ramos/Rededoesporte.gov.br

Programação do atletismo neste sábado (13)

15h05 – 400m com barreira – Jéssica Vitória
15h05 – 400m com barreira – Caio de Almeida
15h40 – 200m – Lucas Conceição 
16h15 – Lançamento de dardo – Guilherme Moreira
16h20 – 200m – Letícia Maria Nonato 
16h25 – salto triplo – Nerisnelia dos Santos
17h01 – 800m – Pedro Luiz Tombolim 
17h29 – 110m com barreiras – Marcos Paulo

Foto: Pedro Ramos/Rededoesporte.gov.br

Heloisa disputa o sétimo lugar

Não deu para Heloisa Martinez nas eliminatórias do wrestling feminino. A brasileira começou bem, venceu a nigeriana Christianah Ogunsanya por encostamento (segurou a adversária com as costas no chão), mas foi derrotada nas três lutas seguintes. No fim da tarde, a partir das 17h, a atleta disputa o sétimo lugar da categoria -43kg.

"Só de ter chegado aqui, já é um grande resultado, estar entre as 10 melhores do mundo. Sei que dei o meu melhor, cansei, fiz muita força e busquei ao máximo a vitória", conta. Valeu, Heloisa!

Foto: Ana Cláudia Felizola/Rededoesporte.gov.br

Dia da Barbie do wrestling

Mais um dia de disputas no wrestling. Hoje o Brasil é representado por Heloisa Martinez (-43kg), de 17 anos, vice-campeã pan-americana. A brasileira de São José dos Campos (SP) já enfrentou Christianah Ogunsanya, da Nigéria, na estreia, e venceu por 9x6. As próximas adversárias da fase eliminatória são: Shahana Nazarova, do Azerbaijão, Emily Shilson, dos Estados Unidos, e Justine Vigouroux, da França. Para avançar para a disputa pelo pódio, a brasileira precisa ficar entre as duas primeiras colocadas da chave.

Foto: COB/Divulgação

Galeria de fotos em alta resolução

Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018

Imagens disponíveis para download. Uso editorial gratuito, desde que citado o nome do fotógrafo e a fonte.

Lucas Rodrigues lidera a bateria dos 100m

O brasileiro Lucas Rodrigues da Silva foi o líder de sua bateria na prova masculina dos 100m masculino, válida pela primeira fase da classificação. O atleta percorreu a distância em 11s04. 

12s28!

Vitória Pereira Jardim foi a segunda colocada em sua bateria dos 100m, em prova válida pela primeira etapa da fase de classificação. A brasileira completou o trecho em 12s28. Rosemary Chukuma, da Nigéria, foi a líder da bateria, em 12s03.

Lucas em terceiro na bateria dos 1.500m

E o atletismo continua rolando em Buenos Aires! O brasileiro Lucas Pinho Leite acaba de fechar a primeira etapa da classificatória dos 1.500m masculino em terceiro lugar da bateria, com o tempo de 3min56s29. O mais rápido foi Jean Butoyi, de Burundi, com 3min54s32. Lucas é natural de Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso, e foi campeão dos Jogos Sul-Americanos da Juventude.

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

Valeu, Diego!

Diego Nascimento acaba de ser eliminado da prova de canoagem velocidade. O brasileiro encerrou a participação nos Jogos Olímpicos da Juventude em sétimo lugar, com o tempo de 1min55s92. Valeu, garoto!

 

Bronze no badminton!

O Brasil conquistou mais uma medalha de bronze em Buenos Aires. No badminton, Jaqueline Lima subiu ao pódio por equipes mistas ao lado de atletas de outros países, integrando o time Theta. Em sua primeira partida na disputa, a brasileira formou dupla com Tereza Svabikova, da República Tcheca. As duas venceram Nairoby Jimenez, da República Dominicana, e Vivien Sandorhazi, da Hungria, por 11 x 8. Jaqueline ainda jogou ao lado de Zecily Fung, da Austrália, vencendo mais uma vez a atleta dominicana e Yue Yann Hooi, de Cingapura. Ao todo, a equipe Theta marcou 110 x 107 no time Zeta para ficar com o bronze.

 

Décima sexta

A brasileira Letícia Belo terminou a prova dos 2.000m com obstáculos na décima sexta posição, entre 18 competidoras. Ela fez o tempo de 7min14s83. A mais rápida foi Fancy Cherono, do Quênia, que fechou a prova em 6min26s08.

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

Pódio da vela ficou distante

A brasileira Giovanna Prada foi a 20a colocada na prova de windsurfe techno +293, na vela. No masculino, Guilherme Plentz foi o 19o.

 

— Buenos Aires 2018 (@BuenosAires2018) October 12, 2018

#Vela - Windsurfer techno +293 hombres#Sailing - Men's windsurfer techno +293

Oro 🥇 KALPOGIANNAKIS Alexandros GRE 🇬🇷 @HellenicOlympic
Plata 🥈 RENNA Nicolo ITA 🇮🇹 @ItaliaTeam_it
Bronce 🥉 HAWKINS Finn GBR 🇬🇧 @TeamGB @worldsailing pic.twitter.com/RlfARM7qvR

— Buenos Aires 2018 (@BuenosAires2018) October 12, 2018

É nossa!!!

Seleção brasileira de basquete 3 x 3 vence mais uma e está nas quartas de final dos Jogos Olímpicos da Juventude! Por 15 x 8, o Brasil derrotou Andorra e avançou na disputa. A próxima partida será na terça-feira (16), com adversário ainda a ser definido.

Foto: Mateus Baeta/Rededoesporte.gov.br

Só falta um!

Depois de vencer a Nova Zelândia por 20 x 17 pela manhã, agora a seleção brasileira de basquete 3 x 3 encara a equipe de Andorra. É o último jogo da fase de classificação dos Jogos Olímpicos da Juventude para confirmar um lugar nas quartas de final.

Foto: Mateus Baeta/Rededoesporte.gov.br

Tudo pronto para o segundo dia do atletismo

O público já está a postos para o início das provas no segundo dia do atletismo, no Parque Olímpico da Juventude. Hoje são seis brasileiros na competição classificatória:

15h20: Salto em distância - Adrian Henrique Vieira
15h25: 2.000 m com obstáculos - Leticia Almeida Belo
16h: 1.500m – Lucas Pinho Leite
16h25: Arremesso do peso - Rafaela Cristine de Sousa
16h44: 100m - Vitória Pereira Jardim
17h05: 100m - Lucas Rodrigues da Silva

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

Vários cliques da conquista do bronze do Gilbert Klier

Fotos: Pedro Ramos/rededoesporte.gov.br

Alegria da galera do basquete 3 x 3 após a vitória sobre a Nova Zelândia por 20 x 17

Foto: Mateus Baeta/rededoesporte.gov.br

A igualdade de gênero é um dos conceitos dos Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires, na Argentina

🗣️"Trabajar por la equidad de género es uno de nuestros focos", dijo el director ejecutivo del COI para los @juegosolimpicos Christophe Dubi.

🗣️"Working for gender equality is one of our main goals", said IOC's @Olympics Executive Director Christophe Dubi.#BuenosAires2018 pic.twitter.com/PNraJW5VSv

— Buenos Aires 2018 (@BuenosAires2018) October 12, 2018

Fala, Igor Queiroz

"Não foi o que eu esperava. Eu queria realmente levar uma medalha para o meu país, mas não aconteceu. Fiz duas boas lutas, contra dois atletas que já foram campeões mundiais na minha categoria. Agora vou voltar para casa e continuar o trabalho duro com foco nas próximas Olimpíadas"
Igor Queiroz, do wrestling

Basquete vence a Nova Zelândia no basquete 3 x 3

A equipe brasileira de basquete 3 x 3 venceu seu primeiro compromisso nesta sexta-feira (12.10). O time nacional bateu a Nova Zelândia por 20 x 17 pela fase de classificação dos Jogos Olímpicos da Juventude. Mais tarde, a partir das 14h30, o desafio para garantir uma vaga nas quartas de final será diante de Andorra. A competição é realizada no Parque Urbano, em Buenos Aires, na Argentina.

Diego Nascimento conquista vaga nas quartas de final da canoagem

Na raia de Porto Madero, em Buenos Aires, Diego Nascimento fez o percurso classificatório com o tempo de 1min57s35 e terminou com a sexta posição entre os 16 atletas da competição. Com o resultado, o brasileiro avançou para a fase de quartas de final da competição, que será disputada nesta tarde, com os oito melhores. 

Foto: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

Fala, medalhista de bronze no tênis!

"Essa medalha não é para o Gilbert, é para o Brasil. Estou muito feliz, queria agradecer a torcida de todo mundo. A experiência dos Jogos é indescritível, não tem nem o que falar, é sensacional"
Gilbert Klier

Brasileiro fora da disputa de medalhas no wrestling

Foto: Ana Claudia Felizola/rededoesporte.gov.br

O brasileiro Igor Queiroz está fora da possibilidade de disputar uma medalha nos Jogos Olímpicos da Juventude. O atleta da categoria até 92kg perdeu as duas lutas que fez pelo seu grupo na manhã desta sexta-feira (12.10), no Parque Olímpico da Juventude. Na estreia, foi batido pelo iraniano Mohammad Nosrati por 5 x 0. Na sequência, acabou superado pelo russo Mukhamad Evloev por 7 x 0. À tarde, o brasileiro ainda participa da disputa do quinto e sexto lugar. A prova reúne apenas os seis campeões continentais da modalidade.

Diego Nascimento em ação na canoagem velocidade

Foto: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

O jovem Diego Nascimento disputa nesta sexta, 12.10, a prova de canoagem velocidade na raia de Porto Madero. Diferentemente da prova convencional disputada em linha reta, nos Jogos da Juventude os atletas têm que passar por um percurso com curva nas boias. Se não avançar na primeira corrida, ele terá uma segunda chance na repescagem, a partir das 12h. A semifinal está marcada para as 16h20 e a final, para 17h.

Medalha de bronze no tênis

Gilbert Klier, tenista brasileiro, acaba de conquistar a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos da Juventude. Na disputa da medalha, ele enfrentou o búlgaro Adrian Andreev. No primeiro set, uma virada espetacular do brasileiro. Depois de sair perdendo por 4/0, Klier ganhou as seis parciais seguintes para fechar em 6/4. Na segunda parcial, quando perdia por 3 sets a 1, o búlgaro desistiu de seguir na partida sentindo uma lesão. 

Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

Estreia da canoagem de velocidade

#BuenosAires2018 Hoje é a estreia da #canoagem valocidade🚣 nos Jogos Olímpicos da Juventude. Diego Nascimento é o representante do Brasil. A classificatória começa agora! A briga por medalha será de tarde, a partir das 17h.

— Rede do Esporte (@RedeDoEsporteBr) October 12, 2018

Programação desta sexta-feira (12)

10h - Luta greco-romana - Igor Fernando
10h - Pentatlo Moderno - Maria Iêda.
10h - Tênis - Gilbert Klier
10h - Tiro com arco - Ana Luiza Caetano
10h - Tiro com Arco- Mateus Almeida
11h - Vôlei de praia - Brasil e Rússia
11h - Natação - Rafaela Raurich
11h - Canoagem velocidade - Diego Nascimento
12h - Vela - Manoel Soares
12h - Vela - Guilherme Plentz
12h - Vela - Giovana Prada
13h30 - Badminton duplas - Jaqueline Lima
14h - Hipismo saltos - Philip Greenlees
14h - Vôlei de praia - Brasil e Bolívia
14h30 - Basquete 3x3 - Andorra e Brasil
15h20 - Atletismo - Adrian Vieira, salto em distância
15h25 - Atletismo - Letícia Belo - 200m com barreiras
16h20 - Atletismo - Rafaela de Sousa, arremesso de peso.
16h44 - Atletismo - Vitor Jardim, 100m rasos
17h - Atletismo - Lucas da Silva, 100m
18h20 - Natação - André Calvelo e Lucas Peixoto
19h - Rafaela Raurich
19h16 - Vitor de Souza
19h27 - Revezamento 4x100m Medley feminino.

Diogo Soares conquista o bronze no individual geral da ginástica artística

Na ginástica artística, Diogo Soares deixou para trás grandes potências, como China, Estados Unidos e Grã Bretanha, para conquistar a medalha de bronze no individual geral, a prova mais completa da modalidade. A disputa foi bastante acirrada com o japonês Takeru Kitazono, com 82.298, e com o russo Sergei Naidin, 80.498. Até o último aparelho, o solo, Diogo Soares brigava pelo pódio. E, com a nota final de 13.200, no solo, o brasileiro assumiu a terceira colocação, ficando na frente do americano Brandon Briones.

Foto: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

"Meu sonho sempre foi conseguir uma medalha. No começo não pensei na nota ou pontuação, pensei apenas na minha ginástica e executando o que eu treinei. Fico feliz por estar no meio dessas potências. Na hora que a bandeira subiu, foi uma felicidade imensa. Agora vou curtir a medalha e não tirar ela para nada, nem para dormir", brincou o menino de 16 anos, que ainda disputará mais quatro finais por aparelhos: cavalo com alça, argolas, salto e barra fixa.

Goleada e classificação para a final do Futsal

No dia em que o ala Wesley completou 18 anos, a Seleção Brasileira de Futsal goleou a Costa Rica por 6 x 2 e garantiu vaga na semifinal dos Jogos Olímpicos da Juventude. Com três gols do pivô Guilhermão, dois do aniversariante Wesley e um do fixo Vitão, o Brasil somou nove pontos em três jogos, com 16 gols marcados e apenas três sofridos. No sábado, a partir das 18h, a equipe enfrenta as Ilhas Salomão, que perdeu os três jogos que fez e sofreu 30 gols na competição. Se vencer, a Seleção consolida a primeira colocação na chave.   

Desclassificado na marcha

Na tarde fria de Buenos Aires, o brasileiro Bruno Lorenzett disputou a prova classificatória dos 5.000m da marcha atlética. O jovem levou três punições e foi desclassificado. "O pior que poderia acontecer para mim aconteceu", lamentou Bruno. 

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br 

De olho na ginástica. Diogo Soares briga por medalha

O brasileiro Diogo Soares, 16 anos, disputa hoje a final geral da ginástica artística. A prova será disputada a partir das 19h. O brasileiro terá que mostrar toda a sua versatilidade em seis aparelhos para garantir o pódio: cavalo com alças, argolas, salto, barras paralelas, barra fixa e solo.

Duas finais na natação

O Time Brasil disputa duas finais na natação nesta quinta-feira (11.10). Nos 50m costas, Fernanda Goeij briga por medalha na final marcada para às 18h46. Ela passou na classificatória com o tempo de 28s91.

O dia também é reservado ao revezamento 4x100m livre feminino. A equipe formada por Ana Carolina Vieira, Fernanda Goeij, Maria Luiza Pessanha e Rafaela Raurich brigam por pódio na prova que fecha o dia, às 19h.  

Além das brigas por medalhas, outros brasileiros entram na água nas semifinais. Na fase classificatória dos 100m livre, André Calvelo marcou o melhor tempo da bateria e terminou a prova em 50s24. Lucas Peixoto também avançou, com a marca de 50s70. Eles disputam a semifinal hoje no Centro Aquático de Buenos Aires. 

Em outra disputa, Vitor Pinheiro tem a missão de buscar mais uma final. Encara a semi nos 50m peito. Ele passou em quarto lugar na bateria, com 29s16. Maria Beatriz Pessanha avançou na prova dos 100m borboleta, com o tempo de 1min02s11. Ela disputa uma vaga na final ainda hoje.  

Ainda pela manhã, o brasileiro Murilo Satori não nadou bem e ficou de fora da final dos 800m livre. Ele marcou o sexto melhor tempo da bateria, com 8min22s27.

Foto: Jonne Roriz/Exemplus/COB

Derrota no tênis

O tenista brasileiro Gilbert Klier foi eliminado na semifinal dos Jogos Olímpicos da Juventude. Ele foi derrotado pelo francês Huga Gaston, por 2 sets a 0 (6-4 e 6-1). Nesta sexta (12), Gilbert volta à quadra para disputar a medalha de bronze. 

Programação do Time Brasil nesta quinta-feira (11)

 

10h – Natação – Murilo Sartori
10h30 – Tênis – Gilbert Soares (semifinal)
10h50 – Natação – André Calvelo
11h – BMX Freestyle Equipe – Eduarda Bordignon
11h – Triatlo Misto – Giovanna Lacerda e Pedro Boff
11h – Natação – Lucas Peixoto, Maria Pessanha e Vitor Pinheiros
12h – Vela – Manoel Soares, Guilherme Plentz e Giovanna Prada
14h30 – Atletismo –
18h – Futsal – Brasil e Costa Rica
18h – Finais da Natação
18h – Ginástica Artística – Diogo Brajão Soares

Quarto nos 50m livre

“A prova dos 50m livre é muito rápida. O nível está muito forte aqui nos Jogos Olímpicos da Juventude. Nunca nadei uma final tão forte assim na minha vida. Mas estou feliz porque melhorei o meu tempo. Baixei um centésimo da minha melhor marca que fiz no Troféu Maria Lenk. Estou feliz por ter ficado em quarto lugar em uma prova que é a minha secundária, pois a minha primeira prova é o 100m livre. Isso dá um gosto de querer mais”, analisou André Calvelo.

Ele ficou em quarto lugar com o tempo de 22s57. A medalha de ouro ficou com o italiano Thomas Ceccon, com 22s33, a prata com o russo Daniil Markov, 22s27, e o bronze com o atleta do Egito Abdelrahman Sameh, com 22s43.

Foto: Breno Barros/Rededoesporte.gov.br

Bronze no judô

Judoca brasileiro João Vitor Santos acaba de conquistar uma medalha de bronze por equipes mistas, ao lado de judocas de outros países.

Foto: Ana Felizola/Rededoesporte.gov.br

Confira a entrevista com o medalhista olímpico Thiago Pereira

Gilbert Klier avança no tênis

O brasileiro Gilbert Klier venceu o argentino Sebastian Baez por 2 sets a 0, com duplo 6x4. Com a vitória, garantiu uma vaga na semifinal do tênis masculino nos Jogos Olímpicos da Juventude. Agora, Gilbert Klier enfrenta o francês Gaston Hugo, atualmente o quarto melhor tenista do mundo na categoria juvenil. Se vencer, vai para a disputa do ouro. No caso de derrota, disputa o bronze.

Curtindo os brindes da Vila

Olha quem está de bobeira na Vila Olímpica. O pugilista Luiz Oliveira, que foi porta-bandeira do Brasil na Cerimônia de Abertura. "Tem várias atividades para fazer aqui na Vila e você ganha brindes para participar. Estou achando bem legal. No quarto tem um cobertor dos Jogos que gostei bastante. Não sei se pode, mas vou tentar levar de recordação", disse. 

Foto: Mateus Baeta/Rededoesporte.gov.br

Brasil disputa duas finais na natação

Chegamos ao quarto dia de provas de natação. Com duas medalhas nos Jogos, os brasileiros irão disputar duas finais nesta quarta-feira. Nos 200m peito, Vitor Pinheiro ficou em primeiro na bateria de classificação nesta manhã. Ele garantiu a vaga na final com o tempo de 2min18s83. Rafaela Raurich também liderou a raia nos 200m livre. Vai para a final com a marca de 2min00s73. Já Ana Carolina Vieira não teve a mesma sorte. Terminou a prova em oitavo lugar, com 2min06s78, ficando de fora da final.

Teremos também disputas de semifinais com brasileiros hoje. Nos 50m costas, Maria Luiza Pessanha ficou em segundo lugar na sua bateria desta manhã, com o tempo de 29s83, e Fernanda de Goeij encerrou em terceiro, com 29s33. As duas avançaram e irão disputar as semifinais logo mais, às 18h.

Foto: Jel Marklund for OIS/IOC

BMX Freestyle misto

Foto: Cynthia Ribeiro/Rededoesporte.gov.br

Agora é a vez do ciclista Wesley Moraes, de Caxias do Sul, na prova BMX Freestyle. A competição é por equipe mista. Para classificar, serão somadas as notas dos atletas. As duplas que tiverem as quatro melhores notas disputarão medalha amanhã (11.10). A competição é realizada no Parque Urbano.

Arte por todos os lados

Na Vila, a escultura do planeta Terra é o preferido dos atletas. Ela é feita de lixo eletrônico e material reciclável.

Foto: Mateus Baeta/Rededoesporte.gov.br

Hoje é dia de visitar a Vila Olímpica

A Vila Olímpica da Juventude, em Buenos Aires, conta com 159 apartamentos, espalhados em 50 prédios. Olha a casa do Time Brasil. 

Foto: Mateus Baeta/Rededoesporte.gov.br

 

Estreia do BMX Freestyle

A brasileira Duda Penso, 18 anos, disputa hoje a prova de BMX Freestyle, no Parque Urbano. A jovem de Francisco Beltrão (PR) é atualmente a melhor atleta da modalidade no país. Ela ficou em 4º lugar no Mundial juvenil 2017, em 15º lugar no Mundial elite 2017 e em 17º lugar na Copa do Mundo de BMX Freestyle 2017. 

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

#BuenosAires2018 #Sailing Após cinco regatas no Windsurfe masculino, Guilherme Platz ocupa o 20º lugar com 64 pontos perdidos#Sailing Após cinco regatas no Windsurfe feminino, Giovanna Prada está em 18º lugar, com 62 pontos perdidos

— Surto Olímpico (@SurtoOlimpico) 10 de outubro de 2018

Brasileiro no tênis

Gilbert Klier já está aquecendo para a batalha dura de daqui a pouco. Ele enfrenta o argentino Sebatian Baez, segundo colocado do ranking da Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês). O jogo começa às 10h. Se vencer, o brasileiro avança para a semifinal. 

Foto: Andrea Cordeiro/Rededoesporte.gov.br

Programação do Time Brasil nesta quarta-feira (10)

10h - Judô misto - Eduarda Rosa e João Vítor.
10h - Tênis - Gilbert Kleir
10h - Remo - Marco Misasi
10h - Natação - Maria Luíza Pessanha
10h - Natação - Fernanda Goeij
10h - Natação - Vitor Pinheiro
10h30 - BMX Freestyle - Eduarda Bordignon
11h - Vôlei de praia - Ana Carolina e Thamela Coradello 
11h35 - Natação - revezamento 4x100m masculino medley
11h35 - BMX Freestyle - Wesley Moraes Velho
12h - Vela - Manoel Neto
12h - Vela - Giovana Prada
12h - Vela - Guilherme Plentz
14h - Ginástica Rítmica - Maria Arakaki
14h - Ginástica Artística - Laura Rocha
18h- Badminton - duplas mistas
18h - Futsal - Brasil e Irã
19h - Ginástica Artística - Diogo Brajão Soares.

As finais da natação serão disputadas a partir das 18h.

É Prata, Brasil!

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

Prata na natação...

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

O revezamento brasileiro 4x100m masculino conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos da Juventude. A equipe formada por Murilo Sartori, Lucas Peixoto, André Calvelo e Vitor Souza garantiu o pódio com o tempo de 3min20s99. O ouro ficou com a Rússia, com 3min18s11, e o bronze para a Itália, com 3min22s01.  

Medalha garantida

A brasileira Sandy Macedo garantiu ao menos a medalha de bronze para o Brasil no taekwondo. Após vencer a egípcia Maya Mahmoud Badawy, por 23 a 3, ela assegurou vaga na semifinal da categoria até 55kg. Daqui a pouco ela retorna ao tatame em busca de um lugar na final, para conquistar a sonhada medalha de ouro. 

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Concentração total

Foto: Breno Barros/Rededoesporte.gov.br

“Entrei super focada em todos os sets que joguei até agora. Hoje não foi diferente. Acredito que a concentração garantiu a qualidade das minhas jogadas. Assim, consegui vencer a russa. Eu não me importo muito se ganho ou perco um set. Eu só me importo em vencer a partida. Eu só espero ganhar o jogo”, analisou Bruna.  

 O próximo desafio de Bruna Takahashi, 18 anos, é contra a chinesa Yingsha Sun. Vale vaga na semifinal. A partida, às 17h15, será a primeira entre as duas jogadores. A chinesa, 17 anos, é a atual número 37 do ranking mundial adulto.

Soberana

Bruna Takahashi venceu a russa Sabina Surjan e avançou para as quartas no tênis de mesa individual sem perder um set nos Jogos Olímpicos da Juventude. A partida ficou 4 a 0, com as parciais 12/10, 12/10, 12/6, 14/12. Bruna tem pela frente a chinesa Yingsha Sun, favorita ao ouro. Quem vencer disputa avança para a semifinal. Vai Brasil 🇧🇷.

Foto: Breno Barros/Rededoesporte.gov.br

Torcida brasileira

Foto: Mateus Baeta/Rededoesporte.gov.br

Maitê Naves e Vitor Marotta, atletas do BMX, estão na torcida pelo tenista brasileiros Gilbert Klier. 

Vale vaga nas quartas

Jaqueline Lima entra em quadro contra Yinhsuan Huang, de Taipei, em clima de decisão. Com duas vitórias cada, elas decidem a única vaga nas quartas de final no badminton individual feminino. 

#BuenosAires2018 #Sailing Após três regatas no Windsurfe feminino, Giovanna Prada está em 17º com 29 pontos perdidos#Sailing Após três regatas no Windsurfe masculino, Guilherme Plentz ocupa o 23º posto, com 37 pontos perdidos

— Surto Olímpico (@SurtoOlimpico) 9 de outubro de 2018

Vitória no judô

A brasileira Eduarda Rosa venceu a judoca Omaria Ramirez, da República Dominicana, por wazari. Com a vitória, Rosa avança para a semifinal.  

Brasil no tatame

Foto: Ana Felizola/Rededoesporte.gov.br

A brasileira Eduarda Rosa enfrenta agora Omaria Ramirez, da República Dominicana, campeã neste ano na Copa Pan-Americana Cadete, no Panamá. A luta já é válida pelas quartas de final. A brasileira tem 17 anos e é hoje a líder do ranking mundial cadete na categoria médio (-70kg). Chega a Buenos Aires como cabeça de chave, mas lutando em uma categoria acima (-78kg). A judoca subiu ao pódio em todas as etapas disputadas neste ano na Europa e, para o técnico Douglas Potrich, o importante é que esse retrospecto não pese hoje no lado psicológico da brasileira. Eduarda é natural de Canoas (RS) e tricampeã pan-americana. A atleta ainda conquistou o ouro na Copa Europeia Juvenil e na Gymnasíade, os Jogos Mundiais Escolares, maior competição escolar do planeta.

Jaqueline busca vaga nas quartas do badminton

A piauiense Jaqueline Lima entra em quadra em busca da sua terceira vitória no badminton. A jovem enfrenta Yinhsuan Huang, de Taipei, pelo último jogo da fase de grupos. A partida será às 10h45. Ela conta com duas vitórias nos Jogos. Venceu a holandesa Linders Madouc, por 2 a 0, e a australiana Fung Zecily, por 2 a 1. Em cada grupo de quatro atletas, apenas um garante vaga nas quartas de final. Assim, se vencer, Jaqueline já estará entre os oito melhores dos Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires. 

Foto: Breno Barros/Rededoesporte.gov.br

Participação do Time Brasil nesta terça-feira (9)

10h - Tênis - Gilbert Klier
10h - Tênis de mesa - Bruna Takahashi
10h - Tênis de mesa - Guilherme Teodoro
10h20 - Judô - Eduarda Rosa
10h40 - Badminton - Jaqueline Lima
10h54 - Natação - Ana Carolina Vieira
11h - Natação - André Calvelo
11h - Natação - Lucas Peixoto
11h - Natação - Fernanda Goeij
11h20 - Natação - Maria Luiza Pessanha
12h - Vela - Manoel Soares
12h - Vela - Giovana Prada
14h - Hipismo - Philip Greenlees
14h - Ginástica Artística - Laura Rocha
15 - Remo - Marcos Misasi
15h30 - Taekwondo - Sandy Macedo
16h55 - Ginástica Rítmica - Maria Eduarda

As finais da natação serão disputadas a partir das 18h. Os brasileiros do Badminton jogam nas duplas mistas às 19h30. 

Faltou pouco para a medalha...

O revezamento 4x100m feminino fechou a segunda noite da natação nos Jogos da Juventude e, por pouco, o Brasil não chegou ao pódio. Ana Carolina Vieira, Fernanda de Goeij, Maria Luiza Pessanha e Rafaela Raurich terminaram a disputa em quarto lugar, com 4min10s93. Ouro para a China, prata para a Austrália e bronze para a Rússia. 

Foto: Breno Barros/Rededoesporte.gov.br

Bruna Takahashi avança em primeiro para as oitavas de final

Bruna Takahashi venceu seu terceiro e último jogo da fase de grupos por 4 sets a 0 sobre Grace Rosi Yee, de Fiji. Ela venceu os 12 sets que disputou até agora e se classificou em primeiro lugar do grupo para as oitavas de final da chave individual feminina do tênis de mesa. A adversária de Bruna será uma das sete segundas colocadas dos outros grupos na primeira fase. Um sorteio ainda nesta noite define os emparceiramentos.

Goleada! Brasil 6 x 1 Rússia

E deu Brasil no futsal! A seleção marcou 6 x 1 na estreia contra a Rússia no Parque Tecnópolis. O próximo adversário será o Irã, na quarta-feira (10.10), às 18h, em partida válida pelo Grupo B.

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Futsal: Brasil na frente em estreia contra a Rússia

Ainda não acabou, mas o Brasil já fez quatro gols na Rússia em sua estreia no futsal nos Jogos Olímpicos da Juventude. João Vitor, Breno, Wesley e Yuri Gavião marcaram para a seleção verde e amarela na partida disputada no estádio de futsal do Parque Tecnópolis. Ainda restam dez minutos para torcer pelo Brasil!

Foto: Mateus Baeta/Rededoesporte.gov.br

Melhor tempo da vida...

“Volto para casa satisfeito. Fiz aqui o meu melhor tempo da minha vida (1m49s02 na classificatória de manhã). Eu estava bem nesta competição, encarei com tudo, pois sabia que era difícil porque os adversários são dois anos mais velhos do que eu. Fui para cima de manhã e queria muito disputar essa final. Aqui na final queria dar o meu melhor, baixar para a casa de 1m48. Acabei errando um pouquinho na virada do terceiro 50m. Acho que a experiência foi incrível e quero daqui a alguns anos disputar os Jogos Olímpicos adulto para realizar o meu sonho”, disse o caçula da natação brasileira, Murilo Sartoni, 16 anos. O jovem terminou a prova dos 200m livre em sexto lugar, com o tempo de 1min49s22. A prova foi vencida por Kristof Milak, da Hungria, com 1min47s73. 

Foto: Breno Barros/Rededoesporte.gov.br

Avançou...

No remo, o brasileiro Marco Misasi fechou o segundo dia de competições na 11ª colocação. Agora, ele vai brigar por vaga na semifinal nesta terça-feira (09.10). 

Foto: Pedro Ramos/Rededoespote.gov.br

 

Vitória no tênis

A dupla formada pelo brasileiro Gilbert Klier e o colombiano Nicolas Mejia venceu, por 2 sets a 0, os norte-americanos Drew Baird e Tristan Boyer. A vitória foi garantida pelas parciais de 6x3 e 7x6.

Foto: Andrea Cordeiro/Rededoesporte.gov.br

Medalha de ouro pela simpatia vai para... Pandi

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Quatro finais de natação hoje

O Brasil vai disputar quatro finais na natação nesta segunda-feira (08). Murilo Sartoni briga por medalha nos 200m livre. Maria Luiza Pessanha enfrenta os 200m borboleta e Fernanda de Goij disputa os 100m costas. O revezamento 4x100 livre feminino fecha a noite no Parque Aquático dos Jogos Olímpicos da Juventude.

No período da manhã, Murilo Sartori disputou a classificatória nos 200m livres e ficou em segundo lugar na prova, com o tempo de 1m49s02. Outro nadador do Brasil na disputa, Lucas Peixoto ficou em quinto lugar na sua bateria, com 1m50s76, e não conseguiu avançar à final.

A brasileira Maria Luiza Pessanha entrou na água e ficou em terceiro lugar na prova classificatória dos 200m borboleta, com o tempo de 2m14s83. O resultado permitiu que a atleta do clube Pinheiros, de São Paulo, se classificasse para a final na quinta posição.

Na fase classificatória dos 100m livre, Rafaela Raurich terminou a prova dos 100m livre em quinto lugar, com 56s80. Ana Caroline Vieira ficou em sétimo na sua bateria, com 57s00. Na noite desta segunda elas irão entrar na água novamente para disputar a semifinal da prova.

Foto: Joel Marklund for OIS/IOC

Brasil e Colômbia juntos no tênis

A união entre os países é o grande diferencial dos Jogos Olímpicos da Juventude. Diferentes países se unem para disputar partidas. No tênis, por exemplo, o brasileiro Gilbert Klier e o colombiano Nicolas Mejia jogam juntos na chave de duplas. Hoje, os sul-americanos enfrentam os norte-americanos Drew Baird e Tristan Boyer. 

Foto: Andrea Cordeiro/Rededoesporte.gov.br

Nas oitavas...

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

brasileiro Guilherme Teodoro venceu o australiano Benjamin Gould por 4 sets a 0 (parciais de 11/4, 11/7, 11/6 e 11/9). Com o resultado, conseguiu a classificação em segundo do grupo. Está entre os 16 melhores nos Jogos Olímpicos da Juventude. A primeira colocação na chave ficou com o japonês Tomokazu Harimoto, que venceu seus três compromissos por 4 sets a 0. Harimoto é o número oito do ranking mundial adulto.

Não deu no basquete.

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

A Seleção Brasileira de basquete 3x3 foi superada pela Ucrânia, por 20x15. Agora, país conta com uma vitória e uma derrota. Os brasileiros entram em quadra novamente na próxima sexta-feira (12.10). Serão dois jogos: Nova Zelândia, às 11h30, e Andorra, às 14h30. Se vencer as duas partidas, avança para as quartas de final. Se perder alguma, dependerá da combinação de resultados.

"Voltamos a cometer alguns erros. Eles chutaram muitas bolas de dois pontos, o que foi fatal para a gente. A Ucrânia tem rodagem em jogos internacionais e os brasileiros estão inexperientes em relação ao jogo. Agora, vamos corrigir os erros em busca da classificação", analisou o técnico do Brasil, Douglas Lorite.  

De olho nas oitavas...

Agora vale vaga nas oitavas. O brasileiro Guilherme Teodoro decide o segundo lugar no grupo de tênis de mesa contra o australiano Benjamin Gould. Os dois têm uma vitória e uma derrota no torneio. Perderam para o favorito à medalha de ouro, o japonês Tomokazu Harimoto. Assim, quem vencer segue adiante. Quem perder, se despede.

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

Belo cenário

O Parque Urbano, em Puerto Madero, é a sede das disputas de remo nos Jogos Olímpicos da Juventude. Hoje, o jovem Marco Misasi vai disputar a prova neste belo cenário portenho. Vai Brasil!!!

Foto: Pedro Ramos/Rededoesporte.gov.br

Chama Olímpica aquece o espírito esportivo no Parque Olímpico da Juventude

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Em quadra

Brasil em quadra. Daqui a pouco tem confronto contra a Ucrânia no Basquete 3x3. Os jogadores estão no aquecimento. Na primeira partida do dia, os brasileiros venceram a Venezuela por 21x19. 

Foto: Ana Felizola/Rededoesporte.gov.br

Objetivo alcançado

No triatlo, o jovem curitibano Pedro Boff, 17 anos, se despediu dos Jogos Olímpicos da Juventude. Ele terminou a prova do triatlo em 20º lugar. O resultado ficou dentro da meta de figurar entre os 20 melhores jovens do mundo na modalidade que une natação, ciclismo e corrida. Boff terminou a prova em 57min26. O título ficou com Dylan McCullough da Nova Zelândia, com 53min27, seguido por Alexandre Montez de Portugal (53min39) e Alessio Crociani da Itália (53min45). 

Foto: Andrea Cordeiro/Rededoesporte.gov.br

Com tranquilidade...

Bruna Takahashi  venceu a polonesa Anna Janina por 4 sets a 0 (parciais de 11/6, 11 /5, 11 /4 e 11 /7). A brasileira soma duas vitórias em dois jogos. Fará sua terceira e última partida da fase de grupos ainda hoje, às 19h, contra Grace Yee, de Fiji. Se vencer, confirma a classificação em primeiro lugar do grupo para as oitavas de final. 

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

Motivação

"A gente vai entrar mais alegre agora na competição. E essa história deles serve como motivação para qualquer um. Se eles sobreviveram duas semanas em uma caverna, em condições extremamente precárias, por que a gente não pode se superar dentro de quadra e ir para cima dos adversários, né?", comentou Mateus Barbosa, goleiro da seleção de futsal sub 18, sobre os meninos Tailândia. O Brasil estreia contra a Rússia nesta segunda (08.10), a partir das 18h

Foto: Pedro Ramos/Rededoesporte.gov.br

Tênis de mesa

Bruna Takahashi na área de treinamento em Tecnopolis. Ela disputa a segunda de suas três partidas de tênis de mesa da fase de grupo daqui a pouco, a partir das 11h30, contra a polonesa Anna Janina. 

Atividade cultural

Foto: Ana Felizola/Rededoesporte.gov.br

No Parque Urbano, os jovens têm a oportunidade de participar de atividades culturais e educacionais. No galpão, eles podem conhecer mais sobre robótica, serigrafia e pintura. 

Na raça!

Foto: Ana Felizola/Rededoesporte.gov.br

"É o primeiro jogo internacional deles. É normal os atletas sentirem um pouco o nervosismo da estreia, além de não estarem acostumados com esse tipo de piso. Entretanto, conseguimos ganhar de virada na final. Agora, é corrigir os erros e ganhar os próximos jogos para garantir uma das duas vagas que garante lugar na fase seguinte. Como o basquete 3x3 é um jogo muito rápido, qualquer bobeira pode definir a partida. Temos qualidade para conquistar uma medalha para o Brasil aqui em Buenos Aires", analisou Douglas Lorite, técnico da seleção de Basquete 3x3. 

Foto: Andrea Cordeiro/Rededoesporte.gov.br

O curitibano Pedro Boff, 17 anos, disputa, daqui a pouco, a prova de triatlo nos Jogos Olímpicos da Juventude. Ao lado do chefe da delegação da modalidade, André Villarinho, ele recebe as últimas instruções.

Foto: Mateus Baeta/Rededoesporte.gov.br

Os jovens brasileiros jogadores de futsal encontraram com os meninos da Tailândia na Vila Olímpica da Juventude em Buenos Aires. O time de meninos tailandeses, que ficou duas semanas preso em uma caverna e emocionou o mundo, foi presenteado com as mascotes do Time Brasil. A seleção e os Javalis Selvagens aproveitaram e bateram uma bola. 

De virada, Brasil vence a Venezuela na estreia do basquete 3x3 por 21x19!

Em uma disputa acirrada, equipe brasileira conseguiu empatar o jogo no último minuto, e virar no lance final. Seleção ainda faz outro jogo hoje, às 13h, contra a Ucrânia. 🇧🇷👏🏼#BuenosAires2018 pic.twitter.com/qJuPcQHfdZ

— Rede do Esporte (@RedeDoEsporteBr) 8 de outubro de 2018

Participação do Time Brasil nesta segunda-feira (8)

9h30 - Basquete 3x3 - Brasil e Venezuela - fase de grupos
10h - Vôlei de praia - Brasil e Austrália 
11h - Triatlo - Pedro Henrique Boff
11h20 - Badminton - Jaqueline Lima
11h40 - Tênis de mesa - Bruna Takahashi
12h - Vela - Guilherme Plentz e Giovana Padra
13h - Remo - Marcos Misasi
13h - Tênis de mesa - Guilherme Teodoro
14h - Hipismo - Philip Greenlees
14h - Tênis - Gilbert Klier
14h - Ginástica Artística - Diogo Brajão e Laura Rocha
14h40 - Badminton misto - Fabrício Farias na duplas.
18h - Futsal - Brasil e Rússia.
18h - Natação
Ana Caroline Vieira – 100m livre
Rafaela Trevisan Raurich – 100m livre
Maria Pessanha – 200m borboleta
Murilo Sartori - 200m livre
Lucas Peixoto – 200m livre
Revezamento 4x100m livre masculino

Pódio de prata dos brasileiros da natação

Os jovens Lucas Peixoto, Ana Carolina, André Calvelo e Rafaela Trevisan ficaram em segundo lugar no revezamento 4 x 100m misto da natação. A Rússia ficou com o ouro, ao fechar a prova em 3min28s50. A China completou o pódio, com 3min30s45.

Contra o número oito do mundo, não deu

O brasileiro Guilherme Teodoro tentou bastante. Atacou, defendeu, sacou, se movimentou e esteve o tempo todo com a intensidade em alta. Mas, do outro lado da mesa, havia um fenômeno. O japonês Tomokazu Harimoto tem apenas 15 anos, mas é o número oito do mundo no ranking adulto. Venceu dois campeões olímpicos em sequência para garantir o título do Aberto do Japão, em junho. É esperança verdadeira de medalha para o Japão nos Jogos de Tóquio, em 2020. Com todos esses predicados, não deu para o brasileiro. Foram 4 sets a 0, com parciais de 11/4, 11/7, 11/7 e 11/7. "Fiz um bom jogo. Até deixei ele sob pressão em alguns instantes, mas o nível dele é realmente acima do nosso", afirmou Teodoro.

A partida foi válida pela fase de grupos dos Jogos Olímpicos da Juventude. Nesta segunda-feira (08.10), a partir das 13h, Teodoro volta a mesa para definir o segundo lugar na chave contra o australiano Benjamin Gould, que tem exatamente a mesma campanha do brasileiro: uma vitória por 4 sets a 0 e uma derrota para Harimoto por 4 sets a 0. Assim, o vencedor do confronto garante uma vaga nas oitavas de final do torneio. 

Primeira medalha: prata no revezamento 4 x 100m livre

O Brasil conquistou a primeira medalha nos Jogos Olímpicos da Juventude. Foi prata. Os jovens Lucas Peixoto, Ana Carolina, André Calvelo e Rafaela Trevisan ficaram em segundo lugar no revezamento 4 x 100m misto da natação. A Rússia ficou com o ouro com 3min28s50. A china completou o pódio, com 3min30s45.

Foto: Breno Barros/rededoesporte.gov.br

Foto: Gabriel Heusi for OIS/IOC

Os brasileiros voltam daqui a pouco ao Centro Aquático dos Jogos da Juventude. Maria Luiza Pessanha e Fernanda Goiej buscam vaga na semifinal dos 100m costas. Já Vitor Pinheiro tenta avançar para a semifinal dos 100m peito. Para fechar a noite, o quarteto brasileiro formado por Lucas Peixoto, Ana Carolina, André Calvelo e Rafaela Trevisan briga por medalha na final dos 4x100m livre misto.

Com tranquilidade...

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

A mesatenista Bruna Takahashi venceu sua primeira partida nos Jogos Olímpicos da Juventude. A brasileira superou a neozelandesa Hui Ling Vong por 4 sets a 0 (parciais  11/5, 11/6, 11/5 e 11/3). Bruna faz as duas últimas partidas da fase de grupos amanhã, contra a polonesa Anna Janina Wegrzyn e diante de Grace Rosi Yee, de Fiji.

 

 

Foto: Mateus Baeta/Rededoesporte.gov.br

No Paseo de La Costa, as crianças têm a oportunidade de conhecer e praticar novas modalidades esportivas. No mesmo local onde são disputadas as competições de BMX racing e patinação de velocidade, a organização dos Jogos oferece a prática de hóquei sobre patins. 

 

Estreia no badminton

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

Depois da estreia com vitória de Jaqueline Lima contra a holandesa Madouc Londres, por 2 sets a 0, chegou a vez de Fabrício Farias entrar em quadra no badminton. Ele enfrenta Danylo Bosniuk, da Ucrânia, na sua estreia nos Jogos Olímpicos da Juventude.

Movimentação na Vila

Foto: Breno Barros/Rededoesporte.gov.br

Segue a movimentação na área internacional da Vila Olímpica de Buenos Aires. Atletas de diferentes partes do mundo interagem durante o intervalo entre as competições no primeiro dia de provas dos Jogos.

Cinco lutas e duas derrotas

O brasileiro João Vitor Santos lutou muito neste domingo (07.10) em Buenos Aires. E muito em todos os sentidos: foram necessários cinco confrontos na etapa classificatória para ter a chance de assegurar uma vaga para a disputa pela medalha de bronze.

Depois de cair na estreia diante do cubano Kimy Bravo Blanco, João seguiu para a repescagem, venceu três oponentes, mas, pelo cruzamento da chave da competição, precisou enfrentar novamente o rival cubano. Após quase nove minutos de luta, o brasileiro levou um wazari e foi eliminado, não avançando para as disputas por medalha. "Saio de cabeça erguida", afirma o judoca de 17 anos, nascido em Santos (SP).

Foto: Ana Cláudia Felizola/Rededoesporte.gov.br

Pódio do triatlo

Foto: Florian Eisele for OIS/IOC

Pódio do triatlo feminino. Ouro para Amber Schlebusch, da África do Sul, seguida por Sif Bendix Madse, da Dinamarca, e Anja Weber, da Suíça. Amanhã será disputada a prova de triatlo masculino. 

 

Objetos de desejo

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Torcida organizada

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

Torcida organizada para Guilherme Teodoro na Argentina. Tia (Ivani Alves da Costa), mãe (Ideilde Alves da Costa) e pai do atleta (Marcelo Teodoro) fizeram um esforço para acompanhar o jogador do tênis de mesa em Buenos Aires. Teodoro mora na Alemanha. A família é do Guarujá (SP). Eles têm poucas chances de se encontrar ao longo do ano. Com a classificação para os Jogos, resolveram investir na viagem para acompanhar o atleta. Ficam até o dia 13, data do fim da chave individual. "Ele é um cara dedicado, focado, só quer treinar, treinar. Está plantando bem. Vai chegar a hora de começar a colher", afirmou o pai.

Vitória no tênis

Foto: Andrea Cordeiro/Rededoesporte.gov.br

O brasileiro Gilbert Klier, 12º do ranking da ITF, venceu o sérvio Marko Miladinovic por 2x1, com parciais de 6x4, 4x6 e 6x2. Amanhã, jogará em dupla com o colombiano Nicolas Mejia, que perdeu hoje no individual para Ondrej Styler, da República Tcheca, por 2x0. 

Satisfeita

Foto: Mateus Baeta/Rededoesporte.gov.br

"Não deu para sair com a medalha, mas estou muito satisfeita com meu  resultado. Sei o quanto trabalhei para estar aqui hoje", disse Maitê após terminar em oitavo lugar na corrida de BMX racing nos Jogos Olímpicos da Juventude. Assim, o Brasil se despede da modalidade sem medalhas. No masculino, o ouro ficou com Edvard Glazers da Letônia. No feminino, Zoe Claessens, da Suíça garantiu o título. 

 

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

As primeiras medalhas do BMX nos Jogos Olímpicos da Juventude foram disputadas neste domingo, no Paseo de la Costa, em Buenos Aires. Maitê Naves e Vitor Marotta representaram o Brasil na prova mista por equipes da modalidade racing. Maitê vai correr na final. Já Vitor encerrou a sua participação em 13 lugar. 

"Provaça"

Foto: Pedro Ramos/Rededoesporte.gov.br

“Sei que eu fiz um provaço e quem sabe em 2024 eu vou para a Olimpíada”, disse Giovanna Lacerda, feliz ao ficar sabendo que tinha chegado em 14º lugar no triatlo dos Jogos Olímpicos da Juventude. 

 

Finais garantidas...

Foto: Breno Barros/Rededoesporte.gov.br

Terminaram as provas de natação desta manhã. No revezamento 4x100 livre misto, o time brasileiro, formado por Lucas Peixoto, Ana Carolina, André Calvelo e Rafaela Trevisan, garantiu o primeiro lugar na bateria, com o tempo de 3min30s92. Os nadadores disputam as finais a partir das 18h.

Teve também provas classificatórias dos 100m costas. Maria Pessanha avançou em terceiro lugar, com o tempo de 1m02s89. Já Fernanda Goeij ficou em quinto lugar na bateria, com 1min03s30.

Nos 200m medley, Maria Pessanha bateu em quarto lugar na bateria, com 2min17s94. Já Murilo Sartori garantiu o terceiro dos 400m livre, com o tempo de 3min55s76. Nos 100m livre, Vitor Pinheiro terminou em quarto lugar, com 1min03s18.

 

De sorriso aberto

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

Sorriso da vitória na estreia do badminton. A piauiense Jaqueline Lima superou a holandesa Madouc Londres por 2 sets a 0, com parciais de 21x 16 e 21 x 19. 

Dois brasileiros no BMX racing

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

No ciclismo BMX racing, Maitê Naves é a representante do país na corrida feminina. Ela chegou em terceiro lugar na bateria da semifinal. É uma prova mista, em que os tempos dos atletas serão somados. No masculino, Vitor Marotoo ficou em sétimo lugar na semi. 

Briga por medalhas

Foto: Pedro Ramos/Rededoesporte.gov.br

Giovanna Lacerda é a primeira brasileira a disputar medalha nos Jogos Olímpicos da Juventude. Ela vai enfrentar a prova de triatlo. A jovem vai encarar 750m de natação, em águas abertas, 20km de ciclismo e 5km de corrida. Antes da prova, ela recebeu instruções do seu técnico André Villarinho. 

Guilherme Teodoro no tênis de mesa

 

Foto: Gustavo Cunha/Rededoesporte.gov.br

O brasileiro Guilherme Teodoro enfrenta o Rohit Pagarani, de Belize. O tênis de mesa é disputado no sistema de melhor de sete parciais. Assim, tem que ganhar quatro sets para garantir a vitória. No primeiro set, o brasileiro ganhou por 11x4. No segundo, fez 11x3. No terceira, manteve a vantagem de 11 x 3. No quarto, o brasileiro garantiu a vitória por 4 sets a 0.

Brasileiro perde no judô

Foto: Ana Cláudia Felizola/Rededoesporte.gov.br

O brasileiro João Vitor Santos (66kg) (branco na foto) foi o primeiro atleta a representar o país no judô. No confronto com o cubano Kimy Bravo Blanco, João perdeu por wazari, na luta de estreia. O brasileiro ainda segue para a repescagem, quando enfrentará Sultan Zhenishbekov, do Quirguistão.

Fera mundial

Foto: Andrea Cordeiro/Rededoesporte.gov.br

No tênis, Chun Tseng, de Taiwan, aquece para a estreia nos Jogos Olímpicos da Juventude. Ele é o atual líder do ranking da Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês). 

Vai, Giovanna!

Foto: Pedro Ramos/Rededoesporte.gov.br

Os Bosques de Palermo, no Parque Verde, serão o palco das disputas de triatlo, a partir das 11h (de Brasília). A primeira prova será a individual feminina, que terá a brasileira Giovanna Lacerda, de Gurupi (TO), única representante do Norte do país nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018. 

Primeiros brasileiros em ação em Buenos Aires

Os Jogos começam hoje (07.10). No primeiro dia, os brasileiros disputam provas em 11 modalidades. Os jovens encaram a fase de classificação no badminton, ginástica, remo, tênis, tênis de mesa, vela e vôlei de praia. Já no triatlo, ciclismo BMX, judô e natação, os brasileiros batalham pelas primeiras medalhas para o país.

 Briga por medalhas neste domingo (7)

11h - Triatlo – Giovanna Maria Lacerda

12h15 – Ciclismo BMX  - Vitor Marotta

12h25 – Ciclismo BMX – Maite Barreto

15h32 – Judô  (até 66kg) – João Vitor

18h46 – Natação (200m medley) – Maria Pessanha

18h51 – Natação (Revezamento Misto) – Ana Carolina Vieira, André Calvelo, Lucas Martins Peixoto.

Em Buenos Aires, serão 12 dias em que 4.012 atletas (metade homens, metade mulheres) de 15 a 18 anos, representando 206 países, irão disputar 36 modalidades em busca de 1.250 medalhas.

A reta final do tour da tocha em cinco cliques

Alguns instantes da reta final do tour da tocha e dos fogos que encerraram a Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires, na Argentina. 

Fotos: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

Santiago Lange e Paula Pareto acendem juntos a pira olímpica

Num reforço à igualdade de gênero que é um dos conceitos dos Jogos Olímpicos da Juventude de 2018, um homem e uma mulher acenderam, juntos, a pira que decretou a abertura do megaevento em Buenos Aires, na Argentina. A honra coube a Santiago Lange, campeão olímpico na vela nos Jogos Rio 2016 após superar um câncer, e Paula Pareto, campeã olímpica no judô também no Jogos brasileiros.

Os campeões olímpicos 🇦🇷 Santiago Lange e Paula Pareto acendem juntos a pira olímpica.

Os @JogosOlimpicos da Juventude #BuenosAires2018 serão os primeiros com o mesmo número de atletas homens e mulheres. pic.twitter.com/nrQzb55YOb

— Olympic Channel (@OlympicCh_pt) October 7, 2018

Meninos resgatados de caverna na Tailândia estão em Buenos Aires para serem homenageados

Os garotos da equipe de futebol tailandesa que foram resgatados de uma caverna estão em #BuenosAires2018 a convite do Comitê Olímpico Internacional. pic.twitter.com/ViD4JCnGh8

— Olympic Channel (@OlympicCh_pt) October 7, 2018

De novo, agora com mais nitidez, a passagem do porta-bandeira brasileiro

🇧🇷🇧🇷🇧🇷

A bandeira do Brasil foi carregada por Luiz Gabriel Oliveira, neto do 1o medalhista olímpico brasileiro no boxe, Servílio de Oliveira, há 50 anos. pic.twitter.com/Bdr6eVWvWV

— Olympic Channel (@OlympicCh_pt) October 7, 2018

Dois cliques especiais da Cerimônia

Fotos: Danilo Borges/rededoesporte.gov.br

O voo dos anéis olímpicos

¡Los anillos Olímpicos vuelan sobre nuestros atletas! 🤸‍♂ 🙌

The Olympic rings are flying over our athletes! 🤸‍♂ pic.twitter.com/oXplNZSkn2

— Buenos Aires 2018 (@BuenosAires2018) October 6, 2018

Luzes e cores dão o tom na 9 de julho

Anéis olímpicos ao lado do Obelisco

Foto: Mateus Neves/rededoesporte.gov.br

Hino argentino na Cerimônia de Abertura

¡Suena el himno nacional argentino 🇦🇷 mientras la bandera desafía a la gravedad en el Obelisco! 😱👏

We're now listening to Argentina's 🇦🇷 national anthem while the flag defies gravity on the Obelisk! 😱👏#CeremoniaDeApertura pic.twitter.com/bhEIwNrMfN

— Buenos Aires 2018 (@BuenosAires2018) October 6, 2018

Guilherme Teodoro é um dos estreantes brasileiros neste domingo

Uma grande festa vai acolher a nova geração do esporte mundial. Na Vila Olímpica, os jovens se preparam para representar os seus países na cerimônia. A abertura será realizada a partir das 20h, na Avenida Nove de Julho. O Brasil será representado por 79 atletas na cerimônia.  

Palco da natação em Buenos Aires

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Chegaram...

Foto: Ivo Gonzales for OIS/IOC

Os meninos tailandeses chegaram à Argentina. Na próxima segunda-feira (8), os garotos irão participar de uma brincadeira com os atletas brasileiros na Vila Olímpica. 

 

¡Ya llegó el equipo tailandés 🇹🇭 de fútbol ⚽️ Mu Pa 🐗 (Jabalíes Salvajes) invitados por Thomas Bach, presidente del COI, para disfrutar de los Juegos! 🙌 pic.twitter.com/yKypnaOzCm

— Buenos Aires 2018 (@BuenosAires2018) 6 de outubro de 2018

Lesão no basquete 3x3

O atleta Mateus Diniz, do basquete 3x3, sofreu uma lesão na mão esquerda no treinamento da equipe brasileira nesta sexta-feira (5), em Buenos Aires. O jovem foi atendido no departamento médico do Comitê Olímpico do Brasil (COB) na Vila Olímpica e encaminhado para realização de exames complementares na policlínica do local. A radiografia evidenciou uma fratura no 4º metacarpo. 

Mateus Diniz será substituído por Matheus Alves, atleta do Flamengo, que chega neste sábado à Argentina e encontrará com o grupo na Cerimônia de Abertura, marcada para às 20hs, na Avenida 9 de Julho.

 

Rolê de skate

Foto: Jonne Roriz/Exemplus/COB

A skatista Letícia Bufoni apareceu na Vila Olímpica da Juventude, em Buenos Aires, para dar uma força aos atletas brasileiros. Ela é tricampeã mundial e tem tudo para representar o país nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. “Essa foi minha segunda vez numa Vila Olímpica. Em 2014, conheci a vila de Nanquim. Dessa vez foi diferente, agora sei que o skate vai estar em Tóquio", disse.

 

Brasil na festa

Foto: Jonne Roriz/Exemplus/COB

O pugilista Luiz Gabriel Oliveira, o Bolinha, vai levar a bandeira brasileira durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos da Juventude. Ele é neto do primeiro medalhista olímpico brasileiro no boxe, Servílio de Oliveira. Conquista realizada há 50 anos.

 

É hoje!

Foto: Joel Marklund for OIS/IOC

Hoje é o dia de celebrar o esporte. A festa de abertura dos Jogos Olímpicos da Juventude acontece a partir das 20h, na Avenida Nove de Julho. O Brasil será representado por 79 atletas na cerimônia.  

"Vamos juntos", a música oficial dos Jogos Olímpicos da Juventude

Atletas fazem a festa na Vila Olímpica

Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

Uma festa com números circenses, shows de música e performances de artistas locais animou a Vila Olímpica dos Jogos da Juventude de Buenos Aires 2018, na noite desta sexta-feira (5.10), véspera da abertura oficial do evento. O presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, deu as boas-vindas oficiais aos jovens esportistas convidando todos a mudarem o mundo por meio do esporte. 

Um pouquinho de Brasil

O Time Brasil marcou presença na festa de boas-vindas dos Jogos Olímpicos da Juventude 2018, na área internacional da Vila Olímpia portenha. Ao todo, a delegação nacional tem 79 atletas, em 23 modalidades. A competição reúne na Argentina mais de quatro mil atletas, de 206 países, para a disputa de 32 esportes.

 

Interação e troca de experiência

As jovens atletas do atletismo brasileiro Érica Barbosa, dos 400m rasos, e Lissandra Maysa, do salto em distância, aproveitaram o tempo livre nesta sexta (05) para conviver na Vila Olímpica, em Buenos Aires. “É uma oportunidade única. Só de estar aqui você já está sendo vitoriosa. É bem legal poder conhecer pessoas de outros lugares, outros países", disse Lissandra.

 

Do mar para a piscina

Com os pais bombeiros e irmão surfista, Ana Carolina Vieira, 16 anos, vai representar o Brasil na natação durante os Jogos Olímpicos da Juventude. Ela deu as primeiras braçadas no mar aberto de Ubatuba, no litoral paulista. De forma despretensiosa, as maratonas aquáticas entraram na sua rotina aos 6 anos. Não demorou para que a brincadeira virasse coisa séria. Trocou a água salgada pela doce das raias das piscinas. Ela entra na água portenha na próxima segunda (8). “Chegar aqui em Buenos Aires e representar o país nos Jogos Olímpicos da Juventude é muito legal e emocionante. São apenas oito atletas do Brasil e considero um privilégio estar entre eles. Trabalhei e ralei muito para representar o país nos Jogos”, disse.

 

Fábrica de talentos

O técnico Márcio Antônio Latuf é o chefe da natação do Time Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018. A equipe verde e amarela disputa os Jogos com quatro meninos e quatro meninas. “Temos uma equipe muito boa, com uma garotada jovem e talentosa. Todos os atletas que estão aqui já nadaram competições internacionais. Os brasileiros têm experiência em eventos da categoria de base e esperamos bons resultados aqui em Buenos Aires. Estou na torcida para que essa garotada consiga dar sequência na vida esportiva e que dispute os Jogos Olímpicos de 2024”, disse Latuf.

 

Tudo sobre os Jogos Olímpicos da Juventude 2018

 

De coração aberto

Tem brasileiro entre os voluntários dos Jogos Olímpicos da Juventude. O mineiro Davi Ferreira Matos, 22 anos, chegou em Buenos Aires no último sábado (29.09). Ele vai ajudar na área de transporte durante o evento. “O voluntário tem que vir de coração aberto e pronto para ajudar sempre. O esporte une os países”, disse o geógrafo.

 

Está chegando a hora...

Bandeira do Brasil já tá na Vila Olímpica na capital portenha. Em sua terceira edição, o evento reúne mais de 4 mil atletas, de 206 países. A abertura será neste sábado (06.10), a partir das 20h, na Avenida 9 de Julho. A festa será em torno do Obelisco, um dos pontos turísticos mais icônicos da capital argentina. O início da competição juvenil marca o surgimento de uma nova geração de talentos do esporte mundial. O Brasil conta com uma delegação de 79 atletas, que competem em 23 modalidades.